Oração da solidariedade

Que eu possa, a quem está com frio, dar o cobertor.
Mas se o frio for da alma, que eu tenha
condições de dar afetivo calor.
Se alguém chorar, que eu possa suas lágrimas enxugar.
Mas se eu também estiver em dor, que pelo
menos possa companhia fazer.
Porque é chocante, senhor, chorar sem ter
alguém para nos consolar;
sofrer sem ter com quem dividir;
precisar desabafar e não ter quem ouvir;
enfermar sem ter com quem contar.
Assim, Senhor, e por tudo isso, eu te suplico:
preciso ao próximo servir, tendo tolerância
para com a ignorância;
o desprendimento frente à pobreza;
a solicitude moral diante dos reclames das crianças;
atenção e amparo para com a velhice;
o perdão sem condição;
a brandura na exaltação;
a verdade sem interesse e o amor sem cobranças.
Mas, se nada disso eu puder ter ou fazer,
que a vida me torne humilde para reconhecer
que preciso espiritualmente crescer.
Assim seja.