2015 vai ser diferente

Sabe-se lá aonde vamos parar.
São tantas dúvidas que nos cercam, tantos medos e desertos que
temos que enfrentar que dá até receio do ano que vai começar.
São guerras que podem vir, pessoas queridas que podem partir,
violências que podem nos atingir.
O ano novo é sempre um mistério, uma caixa que vem trancada, completamente lacrada.
Nada que há dentro dela nos é possível antever e talvez isso seja
o certo porque evita de nos fazer sofrer.
Não é uma questão de ser pessimista, é que a vida é oportunista e
sempre nos prega peças que não estamos preparados pra suportar.
Mas deixa estar, no dia 1º de janeiro faremos como sempre fizemos.
Muita esperança no coração, a alma repleta de ilusão e vamos
programar nossas mentes para acreditar que 2012 vai ser diferente.

Silvana Duboc