A ferro e fogo

A ferro e fogo eu tenho te marcado
e sei que com isso tenho te magoado.
A ferro e fogo eu tenho te explicado
certas coisas que não te ensinaram.
Se sou violenta ao te falar,
se sou dura na hora de te criticar,
se sou rude ao te interrogar
saibas que o tempo vai te provar
que a minha aspereza
contém uma delicadeza incontestável.
Saibas que é bastante provável
que um dia tu venhas me dizer
que por causa do ferro e do fogo
tu aprendeste finalmente a viver.
Vais até reconhecer
que o ferro que te marcava
e o fogo que te queimava
era a forma que eu tinha de dizer
o quanto eu te amava.
A ferro e fogo tentei te fazer entender
que não se pode viver,
apenas envolto na suavidade,
excesso de carinho pode conter falsidade
e a vida grita pela dura realidade.
Desconfia de pessoas que só vão te acarinhar,
elas podem ser as mais falsas com quem
tu vais pela vida esbarrar.
Elas podem ser as que vão,
realmente, a ferro e fogo te marcar
e como gado vão te tratar.

Silvana Duboc