A gota que faltava

Meu amor não é de ocasião
não busca, apenas,
uma cômoda situação
ou uma mera ilusão.
Meu amor é verdadeiro e persistente,
inteiro e coerente,
forte e resistente.
Meu amor navega na realidade
e enfrenta qualquer tempestade.
Eu te amo no meio do tudo,
dos nossos deliciosos absurdos,
nos momentos felizes e completos.
Eu te amo de modo concreto,
te entregando o que há de melhor em mim
e sou capaz de te amar
apesar de tudo e mesmo assim.
Mas eu te amo, também, no meio do nada,
quando nos perdemos em alguma estrada,
quando o destino arranca nosso chão
e ficamos com o nosso coração
à mercê do vazio e da solidão.
No meio do nada meu amor é tão forte
que vai do sul ao norte
sem, sequer, esmorecer. 
Portanto, não conte com ele
só para as horas de alegria e prazer.
Meu amor, mergulhado no tudo ou no nada,
só faz crescer e se fortalecer.
Esse meu amor é a gota que faltava
para que a minha vida se tornasse,
docemente, completada.  
Não estranhe se nesse assunto eu pouco tocar,
com o tempo muitas provas eu vou te dar
que o meu amor não é limitado,
ele é um gigante que, de tão poderoso,
 jamais sairá derrotado. 

Silvana Duboc