A menina dos teus olhos verdes


Eu me comprometo
embora, talvez, não seja a primeira,
a te fazer feliz,
a ser a tua eterna companheira
mas, principalmente, ser a derradeira.

Eu me comprometo a ser o teu eterno amor,
a tua sombra em momento de calor,
o teu sorriso e a tua alegria.

Eu me comprometo noite e dia
a estar do teu lado,
mesmo quando tu quiseres ficar calado.

Eu me comprometo a ajudá-lo
a carregar as tuas dores
e a aliviá-lo dos teus temores.

Eu me comprometo a não te abandonar,
não te esquecer, não me afastar,
eu me comprometo a nunca te deixar.

Eu me comprometo a ser o teu órgão vital,
teu destino principal,
tua melodia afinada,
teu alimento e tua água.

Eu me comprometo a ser tua mulher,
a ser, também, a tua criança,
ser sempre a tua esperança
e a encurtar nossas distâncias.

Eu me comprometo a ser
a menina dos teus olhos verdes,
a matar a tua sede,
a afogar teu coração
em um tsunami de emoção.

Eu me comprometo, finalmente,
de na tua vida ser frequente,
ser eterna e inesquecível
e não deixar meu amor por ti
se tornar perecível.


Silvana Duboc