A velhinha do lago

Um rapaz estava na beira de um lago segurando sua vara de pescar, quando aproximou-se dele uma velhinha numa cadeira de rodas e disse-lhe:
- Rapaz, há 30 anos que eu frequento este local
e até agora ninguém deu-me um beijo...
O rapaz colocou a vara de pescar no chão,
foi até a velhinha e deu-lhe um beijo.
Passados alguns dias, no mesmo lago estava o mesmo rapaz a pescar
e aproximou-se a velhinha na cadeira de rodas e disse-lhe:
- Rapaz, há 30 anos que eu frequento este local
e até agora ninguém fez-me um carinho!
O rapaz colocou a vara de pescar no chão,
foi até a velhinha e fez um carinho nela.
Passados mais uns dias, no mesmo lago estava o mesmo rapaz, quando aproximou-se dele a mesma velhinha na mesma cadeira de rodas e disse-lhe:
- Rapaz, há 30 anos que eu frequento este local e até agora eu nunca fui fudida...
O rapaz colocou a vara de pescar no chão, aproximou-se dela,
pegou-a no colo, colocou-a recostada em uma árvore, pegou sua cadeira
de rodas e jogou no meio do lago, bem fundo.
Então, aproximou-se da velhinha e disse-lhe:
- Pronto, vovó, agora a senhora tá fudida...