Ainda ontem chorei de saudade
João Mineiro e Marciano

Você me pede na carta
Que eu desapareça
Que eu nunca mais te procure
Pra sempre te esqueça...

Posso fazer sua vontade
Atender seu pedido
Mas esquecer é bobagem
É tempo perdido...

Ainda ontem
Chorei de saudade
Relendo a carta
Sentindo o perfume
Mas que fazer
Com essa dor que me invade
Mato esse amor
Ou me mata o ciúme...

.*.*.*.*.

O dia inteiro te odeio
Te busco, te caço
Mas em meu sonho de noite
Eu te beijo e te abraço...

Porque os sonhos são meus
Ninguém rouba e nem tira
Melhor sonhar na verdade
Que amar na mentira...

Ainda ontem
Chorei de saudade
Relendo a carta
Sentindo o perfume
Mas que fazer
Com essa dor que me invade
Mato esse amor
Ou me mata o ciúme...