Alimentando o amor

Uma amiga, balconista da seção de cosméticos de uma grande loja de departamentos me conta que um dia notou um rapaz a observar umas caixas de sabonetes expostas e ela se ofereceu para ajudá-lo.
Ele aceitou, dizendo que desejava comprar uns sabonetes finos para presentear a esposa.
Escolheu uma caixa bem vistosa e pediu para que ela fizesse um embrulho bem bonito.
Uma semana depois, a balconista notou que o mesmo rapaz estava em outra seção da loja olhando artigos para senhoras.
Curiosa, dirigiu-se a ele e lhe perguntou se a sua esposa havia gostado dos sabonetes que ele comprara outro dia.
- Bem, ela ainda não os achou.
Foi a resposta seguida de uma explicação e de um sorriso.
- Veja senhorita: Eu tenho um plano...
Sempre escondo algo para que minha mulher encontre sem esperar...
Creio que ela encontrará os sabonetes na próxima semana, quando for limpar a despensa... É uma surpresa para quebrar a monotonia do serviço caseiro - concluiu o jovem esposo.