Amando por dois

Como uma minúscula e frágil flor
Que vence todos os obstáculos
Para desabrochar
Cobrir-se de beleza e de cor
Enfeitar e alegrar os dias
Embalar sonhos, perfumar almas
Permear caminhos
Levar ao olfato um ar de alegria...
Assim é o amor que sinto por ti!

Tão distante e tão constante
Tão ausente e tão presente
Confinado no peito, sem direito
De se manifestar, de se declarar
Sufocando desejos de amantes...
Ainda assim, é um amor que resiste
Sem se deixar abater, tenta sobreviver
E, do pouco que lhe resta
Se alimenta, faz festa

Não fazes idéia de quanto te amo!
Melhor que seja assim
Que eu ame por dois
Por ti e por mim!

Walter Pereira Pimentel