Amor sem rosto

Não sei nem de onde você vem,
Nem me importa para onde vais...
Mas seja qualquer caminho
Que você escolha, lembre-se:
Nada acontece por acaso...

De onde vem tanto carinho?
Quem é esse alguém?
Sem saber que caminho seguir,
E em meio a tanta dor,
Surge esse alguém, que não sei quem é,
Mas agora nada mais importa...

Agora só quero teu amor...
Nesse amor sem rosto,
Percebo, sinto teu calor...
Recebo em minha boca o teu beijo,
Percebo teu sorriso, sinto teu sabor...

Quem é esse alguém sem rosto?
Que importa?...
Esse amor agora já posto,
Me faz sonhar, delirar, e querer...
Um bem querer por alguém sem rosto,
Com esses sonhos delirantes, me transporto,
Entro em uma viagem sem fim...

Em sonhos vivo a volúpia desse amor,
Preciso de você, com rosto ou sem rosto,
O que me importa é que esse alguém existe,
Amor feito chama em meu coração...

Que me importa?
Minha amada sem rosto, importa sim...
Importa saber que você está ai,
Do outro lado dessa tela,
E está pensando em mim...