Ano Novo

O ano novo não vai transformar a nossa vida
mas pode auxiliar a cicatrizar feridas.
Ele significa passagem de tempo,
mudança de momento.
Creia que ele pode nos ajudar,
ele é como dormir e acordar,
como uma luz no fim do túnel
que brilha sem cessar.
Existe uma certa idade da vida
que certas ilusões não são mais permitidas,
por isso sabemos que o ano que vai chegar
não vem com uma varinha de condão
modificando toda e qualquer situação.
Mas sabemos, também,
que dores não se perpetuam
e nem todas as alegrias duram.
O ano novo é mais um passo que daremos
rumo ao desconhecido,
mais um período que viveremos
tudo que nos for permitido.
Ano novo é a hora certa pra enxaguar
a roupa suja que esquecemos
de colocar pra secar,
é a hora correta pra pintar
aquela parede terrivelmente encardida,
é a hora ideal pra faxinar
o sótão da nossa vida.
Ano novo é sinônimo de esperança,
mas também não sejamos crianças
achando que tudo ele poderá resolver.
A felicidade, muitas vezes, só nós mesmos
podemos nos conceder
mas temos que querer.
Que deixemos para trás
aquilo que não nos faz feliz mais,
que lutemos pelas nossas necessidades
em pé de igualdade
com a nossa atual realidade.
Que saibamos entender, aceitar
as coisas que não pudermos modificar.
Que tenhamos fé no Criador
e que saibamos semear o amor.
O ano novo não vem com manual de instrução
e não coloca uma bula em nossa mão
indicando os efeitos colaterais
que ele pode causar,
por isso é preciso confiar
que os maus momentos poderemos superar
e quanto aos bons
de braços abertos vamos esperar.
O ano novo é um pacote
que ainda não foi aberto,
um desconhecido deserto,
um sol que ainda não nasceu,
um dia que ainda não amanheceu.
Que tenhamos força e saúde para enfrentá-lo,
assim, o que vier de errado
poderá ser superado.

Feliz 2012

Silvana Duboc