Apenas um homem

Como é possível dizer "não"
Àquela que eu sempre tive,
Senão em corpo presente,
Mas na certeza que existia,
E que, um dia, a encontraria,
Aqui ou noutra dimensão?

Impossível recusar
Algo que me pertencia
E que, agora, reencontro,
Nesta luz que em mim renasce,
Como a luz de um novo dia
Que afasta a escuridão

Da noite eterna em que eu vivia
Numa espera sem fim,
De insônias, de agonia...
Como um justo em castigo,
Eu era ave perdida,
Sem rumo e sem abrigo.

E, agora, tão ferido,
Te encontrando, igual ferida,
Completamos nossas vidas...
Tu, mulher simplesmente,
E eu, um homem apenas,
Mas, no amor, engrandecidos.

Net 7 Mares