Apesar de tudo

Nem sempre serás amado
por quem amas
Muitas vezes não receberás
os beijos que tanto esperas
Aqueles abraços que sonhas,
não te apertarão
Aquela voz encantadora jamais
sussurrará em teus ouvidos
Certo olhar nunca se fixará no teu
Aqueles carinhos que imaginas,
não te cercarão
Aquele teu desejo não terá como
ser aplacado por um certo corpo
Tu nunca ocuparás certo pensamento
Jamais terás tuas lágrimas
enxugadas por aquelas mãos
Diversos sonhos terão que sucumbir
Terás também dificuldade
de matar aquela saudade
Tuas palavras nunca serão
ouvidas por certos ouvidos
Teus apelos serão sempre em vão
Tuas dúvidas não poderão
ser esclarecidas
Teus medos continuarão intactos
A tua carência persistirá ao tempo
E o pior é que, apesar de tudo,
o teu coração
Não mudará de dono,
Mesmo vivendo
em total abandono.

Dilene Maia