Assertivas, evasivas ou defensivas?

Existem certas palavras ou expressões que deveriam ser riscadas do dicionário.
Elas proporcionam uma série de interpretações que ficam ao gosto de quem
as ouve, como resposta a uma dúvida já que, quem responde, provavelmente,
não sabe o que quer ou não tem coragem de dizer o que sente.
Por exemplo: "quem sabe?"
O que significa, para você, essa expressão?
1. Sim
2. Não
3. Talvez
4. Pode ser
5. Nunca
6. Não tô afim
7. Se manca!
8. Isso nunca vai acontecer, só você não vê!
9. Vai saber...
10. Tô em dúvida...
11. É tudo o que eu quero, mas não tenho coragem de admitir...
12. SDS ( só Deus sabe...)
Falando sério: Os homens reclamam que as mulheres quando dizem "sim" querem dizer "não" ou vice-versa e se dizem “talvez” podem estar dizendo:
“isso nunca” ou “demorou, já deveria ter feito”!
O que o “quem sabe” é para um homem?
O que quer dizer "quem sabe"
quando ele diz e quando ele ouve!
Certamente, as interpretações serão diferentes.
Aposto que tem um mundaréu de mulheres querendo saber a mesma coisa
que eu... Porque, francamente, não tem nada pior do que receber como
resposta esse tipo de expressão...
É de irritar qualquer um!
Agora, imagina alguém que está inseguro ou sem saber
o que pensar sobre as atitudes do outro?
Haja paciência para ter de enfrentar gente que não sabe o que quer... ou que prefere não dizer porque acarretaria ter de tomar uma “decisão” e isso, muitas vezes, não interessa naquele momento? O sujeito prefere protelar... a situação é conveniente para ele. Assim, ele arrasta a tal decisão para ver se o outro desiste ou se ele ainda pode encarar, por mais um tempo indefinido (haja indecisão!) essa relação desgastada, que já não é mais gratificante ou interessante a nenhum
dos dois, além de causar um profundo mal estar e uma insegurança que
poderá marcar, de forma irreparável, a auto-estima de um e de outro.
Crescer é a palavra para resolver a questão.
Encarar que não dá mais para manter esse impasse e conseguir enxergar
o que o “quem sabe”está querendo dizer exatamente.
Concordo que não é nada fácil, mas ficar esperando para ver se o outro
vira “gente” e diz com todas as letras que não dá mais é, no mínimo,
perda de tempo desnecessária.
Você poderia estar ocupando seu tempo de forma mais adequada, encontrando pessoas bem mais interessantes, mais maduras, conscientes, que saibam realmente o que querem da vida e de um relacionamento.
Coragem é a palavra-chave se e quando você receber
um “quem sabe” como resposta.
Respire fundo e diga: - Eu sei.... foi um prazer! Até qualquer dia...
Vai doer? Claro que vai!
Amor não correspondido dói demais... você deu o melhor de si e não
recebeu nada em troca. É como a borboleta que voa em torno da luz,
encantada por seu brilho, e acaba de asas queimadas, sem entender
o porquê de ter sido mutilada pelo foco do seu encanto.
Mas... não há nada que dure para sempre...
Portanto, pense que: foi bom enquanto durou, enquanto os dois estavam
tendo, juntos, bons momentos... quando um dos dois passa a sentir que o relacionamento virou rotina, obrigação, não tem mais o que fazer...
Muito menos dizer: quem sabe!
Vire a página, siga em frente e tenha em mente que:
Antes só e bem resolvida do que “quem sabe” o que poderia
se tornar sua vida com quem não sabe o que quer.

Luzia Cristina Sanches