Cartomante

Caminhava pela rua sem direção,
e a dor no seu coração
gritava tão alto
que ecoava no asfalto.
De repente, numa esquina,
dela se aproximou uma menina
e um papel lhe entregou.
Era uma simples propaganda:

"Sra Luanda
resolve problemas do coração
e traz de volta em uma semana
aquela sua imensa paixão."

Aquele papel ela já ia amassar
mas pensou, por que não tentar?
Seguiu rumo ao endereço indicado
enquanto seu coração acelerado
acreditou na fantasia,
o que lhe trouxe um mínimo de alegria.
Sra. Luanda a recebeu com ar cansado,
de quem muito já havia trabalhado.
Jogou as cartas na mesa
e disse com toda certeza:
Ele vai voltar,
do seu lado farei ele ficar,
basta você me ajudar.

A ajuda era financeira
para que ela fizesse um trabalho
com erva cidreira,
duas rosas amareladas
e uma orquídea rosada.
Fora isso havia o preço da consulta
e ela não reluta
abre a bolsa e tira cem reais
e isso a satisfaz.
Sai dali acreditando
na realização de um sonho
que há muito vinha sonhando.
E passou-se uma semana, duas, três,
passou-se muito mais de um mês.
Lembram daquela menina?
Ela ainda fica naquela mesma esquina
distribuindo ilusões
e a Sra. Luanda ainda brinca com corações.

Silvana Duboc