Corpo doente

Esqueci da alma, abandonei o coração,
para nenhum dos dois existe mais solução.

Agora foi o corpo que adoeceu
de tanta saudade,
de tanta vontade de te sentir.

Não tenho mais vontade de me levantar,
de começar o dia, toma conta de mim
uma enorme nostalgia.

Meu corpo ficou doente de repente,
resolveu auxiliar o coração
que já não suportava mais a solidão.

Ele tem sentido falta das tuas mãos,
tem sentido saudade dos teus carinhos
e dos teus olhos sorrindo
quando o viam passar.

Meu corpo ficou abandonado,
saudoso do nosso passado,
não está conseguindo reagir,
só quer dormir.

Corpo doente nem sabe se o dia amanheceu,
se a noite chegou ou se o pesadelo acabou.

Meu corpo sabia rir,
gostava de vibrar ao teu olhar,
hoje não consegue nem mais caminhar.

Ele brilhava na tua chegada,
reluzia ao ouvir tuas palavras,
e delirava quando você o tocava.

Hoje ele ficou doente,
sem rumo sem caminho,
sem destino, sozinho.

Meu corpo me provou que a maior dor...
é a dor do amor.

Ela destrói a alma, amarga o coração
e depois então nos joga na total solidão.

Meu corpo finalmente adoeceu,
simplesmente porque ele te perdeu.

Silvana Duboc