Creuzinha na Informática

Creuzinha,
Não quero mais o seu amor,
Porque você... deu pau no meu computador,
Deletô meu Rárdi-Disque,
Quebrô os Dráivi dos disquete
Apagô meus texto tudo,
Selecionô... pertô Delete.

Ocê num saca de informática,
Não manja de Sofitiuére
Ocê não é internauta
Não manja dos 'guére-guére'
Creuzinha, vorta pra cuzinha,
Faz sopa, qu'eu tô com fome,
E saiba que o computador, meu amor,
É coisa pra ômi.
O meu 'dois-oito-meia' era o bicho
Mas você desconfigurô meu computador
E o meu tigrão virô um lixo,
Quatro megas de memória Ram
Esquecidos na lixeira.
Tira a mão desse tecrado, Creuzinha,
Vorta pra sua enceradeira.
Ocê num saca de informática,
Não manja de Sofitiuére
Ocê não é internauta
Não manja dos 'guére-guére'
Creuzinha, vorta pra cuzinha,
Faz sopa, qu'eu tô com fome,
E saiba que o computador, meu amor,
É coisa pra ômi.

E saiba que o computador, meu amor,
É coisa pra ômi.
Creuzinha... tira a mão daí, safada!