Depois

Depois da tempestade, a bonança.
Depois da chuva, o sol.
Depois do inverno, a primavera.
É bom acreditar e esperar um depois
que há de vir carregado de esperanças.
Um amanhã que se espera mesmo por toda a vida.
Acreditar que a tormenta passará.
Que se abrirá um céu azul cheio de paz..
Acreditar que após uma noite escura de vigílias,
há de nascer um dia lindo, brilhante e promissor.
Depois da lágrima chorada na despedida,
o regresso há de colorir de sorrisos a saudade.
Depois da briga, a reconciliação.
Depois do ódio, o perdão.
Depois da batalha perdida, uma nova luta.
Depois da queda, um novo passo.
Depois do barulho, o silêncio.
Acreditar num depois faz o homem caminhar.
Mesmo cansado, mesmo desiludido.
Grande é o homem que não se deixa
abater pelas tormentas do dia.
Feliz o homem que acredita, mesmo decepcionado.
Uns caminham machucando e, outros, machucados.
Em meio a tanta mentira, há os que acreditam.
Em meio a tanta covardia, há os que enfrentam
as derrotas sem esmorecimento.
Depois dos campos queimados, a volta do verde.
Depois das arvores despidas,
a nova folhagem e o matriz das flores.
Tudo se renova quando se acredita no caminho,
no objetivo e naquilo que se propõe a fazer.
O melhor depois é quando se tem a consciência de
um dever cumprido com responsabilidade e amor.