Derrubando tabus

Me faço chuva quando meu amor me beija
Me faço dança quando me penetra
Me faço gozo múltiplo quando me delicia
Me faço sobremesa e sobre a mesa o satisfaço
Me faço espuma quando me ama no chuveiro
Me faço puta quando me leva pra cama
Me faço, refaço, desfaço, abraço...
Só não desmancho nunca o laço
Que nos ata e faz de dois um só.
Celulite? Quem a tem?
Gordura? Eu desconheço!
Flacidez? Vi na vizinha...
Frigidez? Que estupidez!!!
Sou é mulher madura,
Que sabe ser sedutora
Que sabe amar o seu homem;
Que sabe gozar gostoso...
Que faz seu macho satisfeito...
Duas de vinte e cinco?
Ele já teve e dispensou.
Nada sabiam da vida,
Que dirá de fazer amor!
Também meu homem já teve mulheres
de minha idade;
Conheceu, com elas, a falsidade
Mas isto independe de idade!
Tudo isto é só desculpa de homem incapaz
Talvez este homem precise daquela
mulher falsa e mordaz!
Será que derrubei tabus?
Que me importa?
Só sei que, quando nus,
Nós temos a mesma idade...
Ou talvez nem haja idade ....
Existe é sinceridade,
Tesão de verdade,
Paixão e sofreguidão...


Magda Almodovar