Desejarei...

A gente sabe que não deve desejar a morte das pessoas,
portanto, diante da minha frustração, desejarei que:
- bata o dedo mindinho na quina de alguma coisa;
- o chuveiro queime durante o banho; 
- pise na merda;
- precise correr atrás do ônibus;
- derrube café na roupa; 
- a compra dê não autorizada; 
- o tempo esfrie quando estiver sem blusa; 
- a energia acabe e tenha que usar
as escadas ao invés do elevador; 
- um dos lados dos fones de ouvido queime; 
- corte o dedo com sulfite;
- o chefe ou cliente demande algo faltando 5 minutos
pro final do expediente de uma sexta-feira;
- fique preso no trânsito por 1h40; 
- a sacola com as compras rasgue;
- o cachorro mije no sofá;
- aconteça algo engraçado e a bebida suba pro nariz; 
- encontre fila em todo lugar; 
- tenha que lavar louça engordurada; 
- derrube uma peça de roupa colorida no meio das brancas; 
- tenha deixado as janelas de casa aberta e caia um toró;
- o pendrive esteja com vírus; 
- o ônibus/metro lote;
- queime a língua com a comida quente
e não consiga degustar a janta; 
- se atrase pra uma reunião importante; 
- confunda o nome do date; 
- o botão da camisa estoure;
- a alça da bolsa também;
- perca as chaves de casa;
- chova quando estiver usando branco;
- os filhos tenham lição de casa;
- acabe o óleo, o sal e o gás depois que
já começou a fazer a receita;
- o gato brinque com o fio do carregador;
- Deus te ̶e̶l̶i̶m̶i̶n̶e̶ ilumine.

Fernando Caffarello