Dois minerim

Dois minerim se encontram depois de mais
de vinte anos que não se viam.
- Ô cumpade, quantempo sô! Tudo bão cocê?
- Bão sô, i cocê?
- Tomém!
- I a patroa i os minino, mi conta sô!
- Pois é, o mais véio dá um trabaião...
ele é desses tar de homissexuar, quando disimbesta a dá o butão, num pára...
Mai dá, dá, dá... Mai dá o dia intero!
- Nó cumpade, qui disgosto!
- I o pior é qui o do meio foi infruenciado por ele! Resurtado, dá tomém!
- I quando junta os dois intão... Mai dão, dão, dão... Dão o dia intero!
- Eita cumpade, qui trem isquisito!!!
I o seu fio mai novo, num vai mi dizê qui ele tomém foi infruenciado...
- Pra não deixá infruenciá o caçula, mandei ele pra casa da vó lá pás banda do Sur.
- Intonces, essi iscapô?
- Virô Gaúcho, só dá quando bebe...
- Meno mar, né cumpade?
- É... Mai bebe, bebe, bebe... Bebe o dinterim.