É o sonho que comanda a vida

Às vezes, os sonhos pairam indistintos.... sobrevivemos numa vaga felicidade, feita de breves sorrisos, frequentes, vagos...
Se a alma se entrega, a vida renasce e rejubila! A alegria nos enleva... voamos como aves por céus altos, azuis, iluminados e lindos!
O coração, em todo o nosso ser, bate mais forte, o sangue pulsa e vibra, a juventude respira por todos os nossos poros!
Quando passamos, todos nos olham, nos dão passagem, sorrindo!
O andar torna-se leve e elástico....
tudo o que antes nos parecia vedado, está de novo ao nosso alcance!
Sentimo-nos leves! Brilhamos cá dentro e vemos esse brilho
acontecer no espelho dos olhos que nos olham!
Mas, se quem detém a nossa alma, com todo esse poder, nos abandona... derramamo-nos, decaímos, murchamos qual flor
cortada a que ninguém colocou ao menos um dedal de água...
E a vida deixa de ser vida...

Maria Petronilho