É tempo de mudar

É tempo de despedida,
de adeus, de partida.
É tempo de esquecer,
de virar uma página da vida
onde não se pode mais escrever.
É tempo de aliviar a alma dolorida
cansada de tanto sofrer.
É tempo de procurar novos horizontes,
mergulhar em outras fontes.
É tempo de buscar alegrias
e ignorar a nostalgia
que impede a felicidade.
É tempo de colher verdades
e dar um vôo rumo à realidade.
É tempo de crescimento interior,
de se deliciar com o sabor
de existir sem pendências.
É tempo de força e paciência,
de resignação e consciência.
É tempo de recuperar o tempo,
cada minuto, cada momento.
É, enfim, tempo de mudar
pois quem não muda tende a estagnar.

Silvana Duboc