Engane meu coração

Se não for de verdade
nem quero saber.
Basta-me, apenas,
ao teu lado amanhecer.
Se eu for mais uma na tua cama,
de qualquer forma, me ama
fingindo que vai ser pra sempre.
Faz com que eu me sinta adolescente,
como se fosse a minha primeira vez.
Não diga não e nem talvez
para os meus desejos,
realize-os com as pontas dos teus dedos,
com os teus lábios e teus beijos.
Cola tua pele na minha,
teu suor no meu,
me faça crer que meu corpo é teu
e que por ti sou desejada
de uma forma desesperada.
Guardarei teu cheiro dentro de mim,
teu sabor ficará comigo até o fim.
Quando o dia clarear
eu conseguirei suportar
a hipótese de que foi tudo ilusão
mas, durante toda a noite,
engane meu coração.

Silvana Duboc