Está gravado

Tenho gravado no meu coração
aquele amor e aquela paixão.
O tempo passou,
mas a gravação não se apagou.
Na minha pele restaram tatuagens
em todas as partes que você tocou
quando, tão docemente, me amou.
Mas o tempo passou
e precisei sepultar dentro de mim
aquilo tudo que muitas vezes foi bom
e outras foi tão ruim.
Já não é o caso de me lamentar,
apenas de relembrar.
Minhas dores e conflitos
o tempo resolveu carregar
e levou para um lugar
que, por vezes, consigo achar.
E, então, volta a doer sem cessar,
horas, minutos, segundos,
uma dor do tamanho do mundo.
Eu sei que você sabe
e juntos sempre iremos entender
que não foi por que não pôde ser.
E o tempo continua a passar,
eu esqueço tudo
e penso que, finalmente,
essa dor não vai mais voltar.
Pura ilusão,
ela sempre estará lá.

Silvana Duboc