Eu te protejo

Eu te protejo de tudo que possa haver,
de tudo que possa acontecer,
embora tu não tenhas como saber.

Protejo tua alma em desalinho,
teu peito cravado de espinho.
Protejo a tua história
e a tua difícil trajetória.

Eu te protejo de mim,
de tudo que foi bom ou ruim.
Protejo teu nome,
tua vida e teus segredos,
teus desajustes e teus medos.

Eu te protejo com um silêncio devastador,
te protejo até do meu amor.
Protejo tudo que colocaste na minha mão,
desde objetos até emoção.

Protejo tua imagem e teu coração
de tanta gente e em qualquer situação.
Protejo o homem que cruzou o meu caminho
e o menino que me deu tanto carinho.

Eu te protejo enquanto dormes,
enquanto estás acordado,
enquanto sonhas e enquanto,
por pesadelos, és atormentado.

Eu te protejo das minhas agonias,
das minhas tristezas e melancolias,
só não posso te proteger das minhas poesias.

Silvana Duboc