Eu vou ao seu encontro

Eu vou ao seu encontro e seja o que Deus quiser.
Eu tenho reservas de esperança pois sou mulher
e por mais que eu diga o contrário
meu coração se assemelha a um armário
que se fecha na hora da decepção
e depois escancara cheio de ilusão.
Eu vou coberta de dúvidas e cautelas
mas espero que todas elas
sejam enterradas nesse encontro.
Eu vou imaginando que vamos viver um conto
que em determinado ponto
vai virar uma história de amor
sem decepção, sem dor.
Vou carregando minhas inseguranças
e também levo lembranças.
Eu vou aos seu encontro inteira e pela metade.
Inteira porque é essa a minha personalidade,
pela metade porque parte de mim já foi roubada,
mas quem sabe se por você ela será encontrada.
Eu vou ao seu encontro de olhos vendados
acreditando que eles poderão ser destapados.
Eu vou ao seu encontro principalmente
porque dentro de mim o amor ainda é algo urgente.
Eu vou ao seu encontro escondida
de todos, de mim, da vida
pois se em mim se abrir alguma ferida
eu mesma irei curá-la
sem nunca divulgá-la.


Silvana Duboc