Fantoches inanimados

Descobri que você não é quem dizia.
Vive às escondidas atrás dessa fantasia.
O seu nome você inventou,
sua idade trocou,
sua fotografia não é aquela que você enviou.
Sua vida é muito diferente
e você ilude toda essa gente.
É esse o problema do virtual
têm pessoas que inventam
o personagem ideal.
Não sei se sua alegria é verdadeira
e também não sou a primeira
a descobrir a sua mentira.
Como você consegue, todos os dias,
vender e viver ilusões,
encantar corações,
se você não é essa pessoa
que tanto você apregoa?
Mostre seu rosto, sua verdade,
enfrente a realidade
que você não é quem gostaria de ser.
Algumas qualidades você há de ter.
Uns vão lhe amar,
outros não vão lhe aceitar,
mas a vida é assim mesmo
nunca a todos podemos agradar.
Tira essa máscara envelhecida,
essa fantasia desbotada,
pare com tanta mentira deslavada.
Que mundo estranho esse virtual
transforma certas pessoas
num ser anormal.
Quem é você?
Quem são todos aqueles
que não tive oportunidade de conhecer?
Será que tenho convivido
com fantoches inanimados
e tenho oferecido meu carinho
pra quem tem me enganado? 

Silvana Duboc