Feito fera ferida

Feito fera ferida seguindo
Não quero falar da saudade que me invade,
Não quero falar de meu amor.
Quero gritar a dor que do meu ser tomou conta.
Quero sair, quero chegar,
Quero partir e quero ficar.

Hoje quero ser apenas eu,
Nem poeta nem leitor,
Quero apenas sentir a minha dor.
Quero apenas respirar,
Nem falar, nem pensar.

Quero esquecer o frio,
Nenhum cálice de vinho vou tomar.
E o arrepio que contigo senti,
Se recordar, sei que vou chorar.

Não quero sorrir, não quero chorar,
Nem quero partir e nem quero ficar...
Só quero você...

Hoje não quero falar de minha vida,
Quero contar em que me transformei,
Depois de sua partida.

Feito fera ferida seguindo,
Hora chorando, hora sorrindo,
Na esperança de novamente ter você.

Bosque em inverno,
Com este amor de inferno,
Tão distante, tão presente e não posso viver...

Hoje, não quero falar de mim,
E nem mesmo de você.
Quero falar de nós...
Do que fomos em horas,
Momento lúdico de prazer.

Não quero falar de acerto e engano,
Quero arriscar mais uma vez
e mesmo à distância,
Quero dizer que te amo.

Que sou tudo com você,
Que aprendi a te amar assim,
Que te quero,
Que sem ti, nada sou.
Hoje quero tudo e nada,
E este amor que não se acaba, agora,
Me faz chorar...
Hoje, quero saber quem fui,
antes de sua chegada.
Se havia noite enluarada,
ou se sonhei antes de você chegar.

Hoje, quero saber se o amanhã vai demorar,
E quero desesperadamente gritar,
Que te amo, que te quero,
Que não importa o tempo e o espaço,
Eu vou te esperar...

Eu só quero viver
Renascer no amor que você
Me diz sentir...
Eu te sinto bem agora,
Bem aqui em meu peito,
Revirando tudo de um jeito...
Eu só penso em você.


Luciane Makkario ®