Foi embora de mim

É que foi simples e foi complicado,
foi leve e foi pesado,
na verdade foi tudo errado.
É que foi presente e hoje está enterrado.
É que foi como chuva de verão,
veio em forma de inundação
e cessou sem explicação.
É que foi como um filme de ação,
violento e sem argumento.
É que foi apenas um trecho de uma composição,
o pedaço de um verso sem pontuação.
É que foi inesperado
e foi tão sonhado
que me deixou nesse estado,
catando todo dia um pouco do passado.
É que foi rápido e demorado,
circunstancial e providencial,
foi começo mas foi final.
É que foi assim,
foi embora de mim,
arrancou uma parte do que eu era
e agora minha vida é só espera.
É que eu espero achar
minhas pernas pra continuar a andar,
meus olhos pra poder enxergar,
meu coração pra voltar a amar.

Silvana Duboc