Guerreiro da Luz(3)

O guerreiro da luz e seu temperamento

Um guerreiro da luz sempre faz algo fora do comum.
Pode dançar na rua enquanto caminha para o trabalho, ou olhar nos olhos de um desconhecido e falar de amor a primeira vista.
Um guerreiro de vez em quando defende uma idéia que pode parecer ridícula, mas na qual acredita.
O guerreiro da luz se permite viver um dia diferente do outro.
Ele não tem medo de chorar mágoas antigas, ou alegrar-se com novas descobertas. Quando sente que chegou a hora, larga tudo e parte para sua aventura tão sonhada. Quando entende que está no limite de sua resistência, sai do combate, sem culpar-se por ter
feito uma ou duas loucuras inesperadas.
Um guerreiro não passa seus dias tentando representar
o papel que os outros escolheram para ele.

Utilizando a loucura

O guerreiro da luz não tem medo de parecer louco.
Ele fala em voz alta consigo mesmo, quando está sozinho. Alguém lhe ensinou que esta é a melhor maneira de se comunicar com os anjos, e ele arrisca o contacto.
No começo, nota como é difícil; pensa que nada tem a dizer, que vai ficar repetindo bobagens sem sentido.
Mesmo assim, o guerreiro insiste.
Todo dia conversa com seu coração: diz coisas
com as quais não concorda, fala bobagens.
Um dia, percebe a mudança em sua voz, e entende que
está canalizando uma sabedoria maior.
O guerreiro parece louco, mas isto é apenas um disfarce; ousou buscar junto a seu anjo as informações que precisava, conseguiu recebê-las.

Aceitando as derrotas

Todo guerreiro da luz já ficou com medo de entrar em combate.
Todo guerreiro da luz já traiu e mentiu no passado.
Todo guerreiro da luz já perdeu a fé no futuro.
Todo guerreiro da luz já trilhou um caminho que não era o dele.
Todo guerreiro da luz já sofreu por coisas sem importância.
Todo guerreiro da luz já achou que não era guerreiro da luz.
Todo guerreiro da luz já falhou em suas obrigações espirituais.
Todo guerreiro da luz já disse sim quando queria dizer não.
Todo guerreiro da luz já feriu alguém que amava.
Por isso é um guerreiro da luz; porque passou por tudo isso,
e não perdeu a esperança de ser melhor do que era.

Aprendendo com um antigo sábio chinês

O sábio Lao Tzu comenta a jornada do guerreiro da luz:
"O Caminho inclui o respeito por tudo que é pequeno e sutil.
Conheça sempre o momento de tomar as atitudes necessárias. Mesmo que já tenha atirado diversas vezes com o arco, continue prestando atenção na maneira como coloca a flecha, e como estende o fio.
"Quando o aprendiz está consciente de suas necessidades, termina sendo mais inteligente que o sábio distraído.
"Acumular amor significa sorte, acumular ódio significa calamidade. Quem não reconhece a porta dos problemas, termina deixando-a aberta, e as tragédias surgem."
"O combate nada tem a ver com a briga.