Ilhas ao Largo

Aflige-me ver-te
Esbracejar
Como um náufrago
Entre os ecos e o silêncio.

Guardas ainda
Contigo
A sombra da minha voz.

Transparecemos palavras
Mas
Estou aqui e tu estás

Como se fossemos ilhas
Ao largo
Desencontradas...

Maria Petronilho
Lisboa - 23.10.03