Muito obrigada!

Não foi um caso de amor
pensando bem, foi um caso de dor.
Houve momentos felizes
e tantas cicatrizes
que vou ter que carregar
mas tenho a certeza
que meu coração vai agüentar.
Ficaram as tristes recordações
as mágoas, as decepções
as tantas traições.
Restaram agora as constatações:
Não fomos um par perfeito
porque ele não me deu o direito
de ao menos tentar.
Desisti, fui deixando, então, terminar
dando sempre o meu grito de alerta
nas horas que achei que fossem certas.
Ele surdo e mudo
não se dispôs a falar, nem me ouvir.
No fundo, só fez me ferir
e eu precisei engolir.
Até que a cabeça nada mais suportou
e o meu corpo reagiu a tanta dor.
Caí, mas, no fundo,
mesmo estirada no chão,
não desisti e me dei a mão.
Levantei, reagi
e estou percebendo o tempo que perdi.
A vida, agora, segue em frente
tudo ficou transparente
já me sinto diferente
com forças para o passado esquecer
e com garra para vencer.
Algumas pessoas fizeram a diferença
durante essa minha "doença".
Você foi uma delas, com certeza.
Pude ver a beleza
que já sabia existir dentro de você.
Hoje, só tem duas palavras
que posso lhe dizer:
Muito obrigada!
Você foi tudo pra mim
quando eu estava mergulhada no nada.

Silvana Duboc