Nada ficou no lugar

Confundi tudo
o verde com o amarelo
o falso com o sincero
a lua com o sol
o peixe com o anzol.
Confundi o leve com o pesado
o presente com o passado
a brisa com o vendaval
o excêntrico com o normal
o corpo com a alma
a ira com a calma.
Confundi prioridades com futilidades
distância com saudade
ilusão com realidade.
Confundi alguém com ninguém
o não com o porém.
Confundi a vida com a morte
o sul com o norte
o azar com a sorte
a lágrima com o sorriso.
Depois de toda essa confusão
aí foi preciso
cuidar do meu coração.
Nada ficou no lugar
nem o céu nem o mar
e nem consigo me achar.

Silvana Duboc