Namorar

Namorar é um ato especial,
requer uma sensibilidade fora do normal.
Namorar é um verbo que deve ser conjugado
em todos os tempos que possam ser encontrados.
Namorar necessita de mãos entrelaçadas,
sussurros ao pé do ouvido e sonoras risadas.
Namorar exige carinho e atenção,
exige muito da alma e do coração.
Namorar roga por assiduidade
e extrema boa vontade.
Namorar precisa de química, física e matemática,
precisa se aprofundar na estática
que estuda sistemas sob a ação
de forças que se equilibram.
Namorar são corpos que driblam
o passar das horas sem que elas se tornem exaustivas.
Namorar é comida, é bebida,
é sobremesa enfeitada
e mesa muito bem colocada.
Namorar, atualmente, é ato de loucura
porque por aí perdeu-se a ternura,
o prazer da cumplicidade
e a indispensável fidelidade.

Silvana Duboc