Não era eu

Não era eu, nunca fui eu
mas nisso você quis acreditar
achando que com a sua solidão
eu conseguiria acabar
e a sua vida eu poderia mudar.
Não era eu aquela que você esperava,
que por tanto tempo imaginava
que um dia iria voltar
de alguma dimensão, de algum lugar
que só existiu na sua imaginação.
Não era eu que morava no seu coração
e que você fazia de tudo por uma aproximação.
Não era eu a sua grande paixão.
Eu nunca fui esse personagem que você criou
e que, por tanto tempo, o seu coração amou.
Não era eu, não fui eu, não sou eu
e por isso, verdadeiramente, você nunca foi meu.
O pior é que eu acreditei na sua verdade
e fugi da minha realidade
para matar uma saudade
que vivia dentro de mim
sem um nome, sem uma explicação,
mas acabou sendo assim, tudo em vão.
Agora que você já sabe que não sou eu,
eu queria saber como vou fazer
pra tentar entender
que um dia eu fui sem nunca ter sido
e como vou esquecer
o que jamais deveria ter acontecido.

Silvana Duboc