Nem pra você eu contei

Tenho vivido sobre as cinzas desse amor,
tenho tentado esconder minha dor,
tenho exibido sorrisos sem cor.
Tenho derramado lágrimas na madrugada
e chorado essa imensa distância, calada.
Tenho empurrado a vida pra frente
de uma forma incoerente.
Tenho fingido que nada aconteceu
tentando disfarçar que seu coração
já não mora mais dentro do meu.
Tenho vivido o meu luto
em silêncio absoluto
e quando algo deixo escapar
são nas palavras escritas
que ouso demonstrar.
Busco pelo brilho do meu olhar
mas já não sei onde ele foi parar
e nos meus sorrisos ninguém mais vai achar
a mulher que foi amada e aprendeu a amar.
Tenho amanhecido e anoitecido,
tenho serenado e sobrevivido
com tanta velocidade
que julgam pela minha imagem
que da nossa história eu já me salvei
mas nenhum bote salva-vidas eu encontrei
e disso apenas eu sei,
afinal, nem pra você eu contei.

Silvana Duboc