O meu sofrimento

As minhas lágrimas você nunca vai ver
porque eu só choro afastada de você.
O meu pranto é escondido
e não vou dividí-lo contigo.
Com você compartilho a alegria e o sorriso,
a beleza da vida
e celebramos juntos apenas as chegadas
jamais as partidas.
Pra você sempre serei a força e a coragem,
o seu porto seguro, a sua liberdade.
Minhas lágrimas mostro apenas ao meu travesseiro
porque só ele consegue me ver chorar
sem se desesperar.
No máximo fica encharcado,
porém, estático e acomodado.
Você nunca me verá abatida
muito menos deprimida.
Eu serei até o final
a sua companheira ideal,
o seu braço direito,
o coração que baterá dentro do seu peito
caso o seu resolva fraquejar
e nunca diante de você eu vou chorar.
O meu sofrimento, só ao meu travesseiro,
eu vou revelar.

Silvana Duboc