O que eu mais amo
na nossa amizade

Eu amo a tua presença na tela do meu computador, essa tela que nos aproxima,
e reflete o filme das nossas vidas.
Amo tua virtual presença, que prende os meus
olhos e a minha atenção, ao que tu escreves,
ao que tu sentes e compartilhas comigo.

Eu amo esse seu sorriso, aí atrás da telinha.
Um sorriso que eu não vejo,
mas sei que existe, por que eu sinto.
Por que quem ama sente, pressente,
mesmo quando ausente.
Eu amo saber que você está aí,
e também está aqui, dentro de mim.

Eu amo receber os teus e-mails, e quando eles demoram a chegar, é uma doce tortura!
Quanta falta eu sinto do teu carinho!
Porque eu amo quando me escreves falando
de ti mesmo, compartilhando comigo
os teus anseios, desejos e alegrias.

Eu também amo você, que fica aí, calado, quieto. Não escreve, não responde.
Mas me recebe e me aceita...
Através de abraços e beijos virtuais,
instala-se a dependência do afeto.
Com amor e com carinho...
quem consegue ficar sozinho?

Sinto saudades quando você não aparece nessa telinha, porque eu te preciso, já que formamos laços de amizade.
Nos alimentamos da emoção do outro.
Me alegro com a tua alegria,
Ou me entristeço com o teu choro.

Vibro com a tua felicidade,
Prezo a nossa amizade.
E oro para que Deus te guarde!
Por que eu Te Amo!
E te aceito, do jeitinho que você é.