O verbo amar

E eu, fico aqui a pensar...
Quando e como dizer eu te amo.

Em versos? Todos os dias?
Em gestos?

Sou mulher e como tal,
gosto muito de ouvir esse tal de
"Eu te amo".

Mas, em toda minha vida,
não encontrei nenhum homem
que olhando para mim, cotidianamente,
ao dizer bom dia, também me dissesse:
"sabe que eu te amo?"

Só por dizer, só para eu saber...

Sei lá, os homens sempre
são tão racionais
acreditam que sejam
"durões", "machões"
por não dizerem o que sentem por nós.

Parece até uma frase proibida,
fica lá escondida...
só sai quando está encalacrado
e não pode mais suportar o não-dizer.

Então diz: "eu te amo",
com voz trêmula de emoção,
com o coração pulando de satisfação
e meio sem jeito,
tentando mostrar o quanto foi difícil
e o quanto era importante
aquele momento.

É que nós, mulheres,
como amamos sempre demais,
achamos falta desse carinho
do todo dia...

De um sorriso aberto,
coração esperto, atento
e sempre lutando por um pulso a mais.

Quando a frase vem, nela contém
mais que o tom da voz,
vem o que sentimos todas nós:

Uma incrível e confortável segurança,
de quê, quem a gente ama,
corresponde ao nosso amor,
e nos ama também.

Rosy Beltrão