Olhar na madrugada

Madrugada, o brilho se fez -
minha visão vem com a noite.
Eu acreditei no que quis.
Acreditei em ser feliz.

Não me preocupei com as palavras,
engenharia gramatical.
Somente na expressão do seu olhar,
alma adentro.

O silêncio, voz de minha dor,
há muito moldado
no vazio de minha existência,
agora ousa suspirar.

Eu acreditei na promessa de um amor.
Acreditei no brilho de seu olhar.


Nilton Bustamante