Outras vidas

Vai se quiser,
mas volta quando puder.
Voa pra longe daqui,
mas lembre sempre
que eu não o esqueci.
Siga rumo a um destino diferente
sabendo que corpos separados
não significam corações afastados.
Corre, segue em frente,
o decisivo não é estarmos distantes,
o que é realmente importante
são nossos espíritos que não se desligam.
O seu está sempre comigo
e o meu eternamente estará contigo.
Viemos de outros mundos,
de outras vidas já vividas,
de tempos tão profundos,
de épocas que não conseguimos lembrar
mas que sabemos que elas estão lá.
Não somos conhecidos de qualquer lugar,
nos encontramos em encarnações anteriores
e nos encontraremos nas posteriores.
Nada nessa existência conseguirá nos afastar
porque afastam-se os corpos
mas as almas não têm como se desvencilhar.

Silvana Duboc