Parece...

Parece que foi ontem
mas tanto tempo faz
que eu nem me lembro mais.
Parece que aconteceu, que foi real,
que você foi meu e que
nunca mais vai ser igual.
Parece que foi uma emoção,
produto da minha imaginação,
uma história que eu inventei
e que, intensamente, vivenciei.
Parece que não foi nessa vida,
mas da outra trouxe as feridas
que eu vou ter que curar.
Parece que foi bom
pois eu ainda ouço o som
dos nossos ruídos de amor.
Parece que foi só dor e latejou tanto
que ainda não sequei o meu pranto.
Parece, tudo parece que foi assim,
do começo ao fim.


Silvana Duboc