Pior de tudo

Pior que a dor da tristeza
é a dor da decepção,
pior que o vazio é perder o chão,
pior que a dor da saudade
é a dor da desilusão.
Pior que a inconformidade
é a imensa dificuldade
de se reconstruir.
Pior que ver tudo diluir
é assistir tudo se partir.
Pior que a ausência
é conviver com essa injusta carência.
Pior, ainda, é na sequência
aparentar um excelente estado
e distribuir sorrisos falsificados.
Mas o pior de tudo mesmo é se entregar
e depois ter que se resgatar.

Silvana Duboc