Prazo de validade

A persiana estragou,
a válvula do vaso quebrou,
o aquecedor pifou,
a vidraça estilhaçou,
o casamento degringolou.

A corda do varal arrebentou,
a máquina de lavar vazou,
a gaveta da cozinha despencou,
a lanterna do carro estraçalhou.

O botox venceu,
o sono desapareceu,
a coluna entortou,
a barriga estufou,
o calo inflamou.

O tesão acabou,
a poesia minguou.
Tudo a minha volta
tá com o prazo de validade vencido,
até certos amigos.

Ergo a cabeça,
empino o peito tamanho PP,
arrebito a bunda que já tá caída
mas não deixo despencar a minha vida.
Ela nunca estará
com a sua validade vencida!

Silvana Duboc