Procurando você

Andei te procurando,
por todo canto andei te caçando.
Nos becos, nas ruelas,
nas linhas vermelha e amarela,
nos bares, nos restaurantes,
entre amigos e passantes,
nas esquinas escuras,
na minha própria rua.
Andei te buscando
entre as estrelas e a lua,
entre a escuridão e a claridade,
aos pés da Estátua da Liberdade,
no alto do Cristo Redentor,
no endereço onde dizem que reside o amor.
Andei, até, indagando
se alguém sabia de você,
estive mesmo perguntando
o que eu podia fazer
pra te achar sem me perder.
Andei por aí tão atordoada
e minhas andanças não deram em nada
pois andei querendo te achar
em lugares que você nunca iria estar.
Andei e chorei tanto
que o meu cansaço e o meu pranto
me cegaram a ponto de eu não ver
onde estava você.
Era tão lógico e natural
qual seria o único local
que você poderia estar,
mas eu esqueci de me lembrar
que é dentro do meu coração
que você costuma se guardar.