Professor

O professor é como vela:
Consome-se iluminando.
Quando tudo parece trevas...
É a centelha espiritual que
Acende o facho luminoso
do apostolado do Saber...
Quando o horizonte se apresenta
pejado de nuvens,
de descrença, de desamor,
de omissões...
No anonimato...
Renova esperanças,
que se refletem
No gesto carinhoso do aluno
oferecendo flores...
Quando cansado e desiludido
Pelas crises, conflitos, improvisações...
Encontra, no sorriso da criança,
O incentivo para
assumir a liderança
Levando, a bom termo,
as tarefas docentes
Que tudo exigem, em doações,
Sem retorno de recompensa.
Quando, já no ocaso da carreira,
Sentindo a paz do dever cumprido,
Recolhe o professor,
As mil flores do caminho,
A fragrância da ternura,
O aroma da esperança,
o calor da doação,
O perfume da paz,
A lhe abençoar a vida !

Lenita Cecilio