Proposta do Dia dos Namorados

Hoje eu vou fazer uma proposta
e só há um alguém que possa
me dar a felicidade de aceitar
o que eu vou sugerir e solicitar.

Hoje, por ser o dia dos namorados,
eu vou propor a ele que fique
o resto das nossas vidas ao meu lado
como amigo, amante, companheiro
e como meu amor verdadeiro.

Hoje deixo de lado buquê de flores avermelhadas,
uma mesa de jantar requintada
com castiçais e velas perfumadas.
Deixo de lado presentes caros e extraordinários,
lembranças charmosas e carinhosas.

Tudo isso no passado já me foi dado
e no fundo nada teve o devido valor
pois não vinha envolvido em eterno amor.

Eu entendo quando dizem
que tudo nessa vida tem hora pra acabar,
assim como tem hora pra começar,
mas pela primeira vez me dei o direito de acreditar
que com nós dois esse ditado não vai vingar.

Então, o que eu quero realmente propor
é que esse nosso amor
nunca se deixe abater
e jamais se permita morrer.

Que sempre nos una por esse elo profundo
que há tempos já tem nos unido
e que nada nesse mundo
permita que ele seja destruído.

Acho que se hoje eu lhe disser, eu te amo,
muito pouco vai significar
pois o que eu sinto por você
já vai muito além de amar.

Embora isso seja uma poesia
como as que eu escrevo todos os dias
que fique claro que ela não é uma fantasia.

Minha proposta é o resultado
de tudo que temos vivido
desde o passado
e de tudo que temos sentido
no presente que tem nos contornado.

Assim, deixo aqui essa proposta lançada
e sinceramente encaminhada
ao homem que me fez ver
que apesar de tudo de ruim
que a vida, às vezes, teima em oferecer
ainda vale muito a pena viver.

Silvana Duboc