Quebra-cabeça

Você vai e volta,
me segura, me solta,
se aproxima, se distancia,
me entristece, me dá alegria,
me acusa, me defende,
me deixa ir embora, me prende.
Às vezes eu ouso lhe comparar
a um enorme quebra-cabeça
que eu ainda não consegui montar.
Você tem tantas peças,
tão diferentes e complexas
que eu ando até pensando
que devo levar alguns anos
para concluir você.
Mas olha, quer saber?
Eu nunca lhe contei
e se devia contar agora eu nem sei
mas eu vou, finalmente, revelar:
Sou mestra em dificuldades,
já venci desafios em quantidade.
Um quebra-cabeça pra mim
não passa de um brinquedo
bem simples de chegar ao fim.
Possivelmente, algumas vezes,
eu vou encaixar a peça errada
mas a certa logo será encontrada.

Silvana Duboc