Quem sou eu?

Quem sou eu?
Não sei o que dizer
mas vou tentar me descrever.
Sou feia, mas sou limpinha,
sou fera e sou santinha,
sou brava e sou meiguinha.
Sou interessante e desgastante,
sou meio louca e meio centrada,
muito divertida e abusada,
espalhafatosa e atrapalhada,
esquecida e lembrada.
Não me conformo com "quase nada",
tudo na vida tem que ter sustância,
aceitar pouco é muita ignorância.
Sou humilde e arrogante,
sou terrível e instigante.
Sou o dedo que em riste vai estar
toda vez que você vacilar
e sou a companheira
que suas dores vai amenizar.
Sou uma mulher como outra qualquer,
passível de alegrias e sofrimentos
nos mais variados momentos.
Tenho a idade que pareço ter,
uma certa velhice que tento esconder
e uma juventude que todos podem ver.
Sou aquela que luta
e, ao atingir seus objetivos,
deles desfruta.
Sou pouco, sou demais,
sou aquela que todo mundo vai atrás.
Sou uma escola de samba na avenida,
devo ser a pior parte de alguma vida.
Sou emoção mas, também sou razão,
meu formato é de um coração
por isso Deus me deu tanta inspiração
e eu virei poeta sem sequer ter opção.
Sou complicada e perfeitinha,
sou calma e espevitadinha.
Se você quiser me conquistar
a melhor dica eu vou lhe dar,
é só chegar com sinceridade
que eu lhe dou amor de verdade
e a melhor das amizades.

Silvana Duboc